quarta-feira, abril 22, 2009

O Castelo de Colares


Palácio de D. Diniz Melo e Castro "Castelo de Colares"

A construção do Palácio dos Melo e Castro, em Colares, ter-se-á, por ventura, iniciado em cerca de 1620. O facto de se terem detectado alguns elementos pétreos manuelinos avulsos permitem supor que o edifício seiscentista se terá desenvolvido a partir de uma estrutura preexistente, nomeadamente segundo uma tradição historiográfica da Casa da Câmara, a qual, por sua vez, teria aproveitado a antiga alcazaba do hoje desaparecido castelo muçulmano.


Os restos deste palácio que terá ardido em meados do século XIX, foram demolidos nos inícios do século passado para ali se erguer a escola primária. Por conseguinte, da singular villa de sabor italianizante subsiste, apenas, uma arcaria de amplos vãos cegos e a casa da água, sustida por abóbada de canhão. A cobertura destes edifícios, de planta regular e contíguos, é única e forma um grande terraço lajeado, delimitado por murete com conversadeiras. A data de 1690 inscrita numa cartouche relevada sobre o arco abatido de acesso à casa da água, indicará, talvez, a época em que se revestiram as paredes exteriores, junto ao grande tanque, com frescos de cariz mitológico e influência italianizante, infelizmente quase desaparecidos.

Texto da C.M.S. - Divisão de Património Histórico-Cultural



O "Castelo" dos Melo e Castro foi há cerca de 15 anos adquirido pela Câmara Municipal de Sintra, não havendo após a aquisição nenhum trabalho de investigação ou recuperação daquele histórico espaço, de forma que possibilitasse o acesso público.

Continua

4 comentários:

Pedro disse...

Ora aqui está um post muito interessante.

pedro macieira disse...

Pedro,
É triste que um monumento com o interesse histórico que tem o que resta do palácio dos Melo e Castro em Colares, esteja no estado em que se encontra.Na 2ª parte do post a publicar brevemente serão apresentado aspectos que reputo de grande interesse histórico.
Um abraço

João Pedro disse...

Que surpresa..

pedro macieira disse...

João Pedro,
Agradeço a visita, realmente a existência de um local com a história do "castelo" de Colares, mereceria melhor atenção da autarquia.
Um abraço