terça-feira, dezembro 11, 2012

 Nos últimos dias fizemos uma pequena referência sobre a inexistência de sinais  em Sintra, que marcam a época natalícia, como a tradicional Árvore de Natal do Palácio da Vila –  hoje,  verificámos que estava  a iniciar-se a “plantação” no Largo do Palácio da Vila da  já  habitual Árvore de Natal. Vale mais tarde do que nunca!Photobucket A chegada do Pai Natal-água forte de D.Fernando II,1848


"A tradição da Árvore de Natal foi introduzida em Portugal por D.Fernando II, casado com a rainha D.Maria II
Em Portugal , até meados do século XIX, a tradição do Natal tinha como centro a figura do Presépio.
(...)
Com a ascensão do Trono de Portugal da Rainha D,Maria II, os hábitos da Corte Portuguesa por altura do Natal mudaram.Assim em 1836, a Rainha casou com o Principe Ferdinand von August Franz Anton von Sachsen-Coburg-Gotha-Kohary, mais tarde D.Fernando II, o Rei-Artista.
(...)
Com a vinda para Portugal de Dom Fernando II foi introduzida na Corte Portuguesa, a tradição da Árvore de Natal.
(...)
Consta segundo registos que Dom Fernando II, na Noite de Natal vestia-se de S.Nicolau e distribuia presentes aos seus filhos numa festa genuinamente familiar.
A pouco e pouco, graças à influência da Corte, a tradição da Árvore de Natal foi passando das elites para uma parte da população.(...)"

 Excertos de um texto de David Garcia, no "Jornal de Sintra" de 25/12 /2009

* Também estão a ser instaladas decorações de Natal na rotunda em frente ao Tribunal de Sintra

7 comentários:

R.Martins disse...

E também estavam a pôr iluminação á entrada de Sintra (Ao pé do Tribunal)hoje á tarde !

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

R.Martins,
Sim de facto à tarde estavam a decorar a rotunda em frente ao Tribunal, com tinha deixado em rodapé no post.Não sei se foi só nesta altura, tão perto do Natal por causa da "crise", se o atraso foi motivado por qualquer outro motivo.
Mas é necessário que esta época de que nós adultos temos em memória, não seja apagada da mente das crianças de hoje, e também que aqueles que decidem se há Natal ou não sejam coerentes e não passem nos próximos dias pelo aeroporto de partida para Londres ou Nova York para uma passagem de Natal em ambiente festivo...
Abraço

Anónimo disse...

Estão a pôr luzes também nas tílias(que restam), na Vila Velha.
sintrense

Anónimo disse...

Depois de as ver acesas fico a pensar que não sei se é melhor aquilo ou nada.
Tristonhas como nós :(
sintrense

Anónimo disse...

Mas se não houver iluminações não há (não se celebra) o Natal?

pedro macieira disse...

Anónimo.
Poder celebrar-se, podia. Mas não era a mesma coisa.
Cumprimentos