sexta-feira, fevereiro 28, 2014

Patos Reais no Rio das Maçãs

 

Um casal de patos reais na chegada ao seu habitat,  no  rio das Maçãs/Várzea de Colares - foto de ontem 27/02/2014

"O Pato-Real mede entre 56 a 65cm de comprimento, e pesa entre 0.9 a 1.2kg. Não é difícil realizar distinção de sexos, isto porque cada sexo possui características distintas, e durante o período de acasalamento essas características são acentuadas. Os machos têm uma cabeça verde, um anel branco no pescoço, o dorso é acinzentado e o peito de um tom de castanho-escuro, estas cores tornam-se mais fortes a quando o período de acasalamento, para chamar a atenção de um parceiro.
(...)
Apesar dos Patos-Reais não serem uma das espécies em vias de extinção, os seus habitats têm vindo a ser destruídos quer pela poluição quer pelo aquecimento global, e isso deverá ser uma das nossas preocupações. A protecção desta espécie passa pela conservação dos seus habitats.
"

Texto retirado daqui

6 comentários:

Fatyly disse...

Uma maravilha e sempre que posso dou-lhes de comer que eles agradecem numa barulheira encantadora:)

Carlos José dos Santos disse...

Parece uma pintura!

Graça Sampaio disse...

Belas fotos!!

Anónimo disse...

Que saudades desses patinhos, que tantas vezes observei quando morava em Colares.
Mas para minha sorte, apareceram dois exemplares que se instalaram numa ribeira que passa junto da minha actual residência.
A meu apontamento de 1 de Maio de 2014 _Patos Reais no Rio Real_ :
http://youtu.be/ZaRV91tKLR0

Anónimo disse...

Que saudades desses patinhos, que tantas vezes observei quando morava em Colares.
Mas para minha sorte, apareceram dois exemplares que se instalaram numa ribeira que passa junto da minha actual residência.
A meu apontamento de 1 de Maio de 2014 _Patos Reais no Rio Real_ :
http://youtu.be/ZaRV91tKLR0

pedro macieira disse...

Caro anónimo,
Obrigado pela visita e comentário. De facto o rio das Maçãs (ribeira de Colares) é o habitat de enorme bando de patos reais, que observo e fotografo desde 2006.Quase todos os anos durante o Verão chegam para a ribeira outros patos de outras espécies, que embora não se integrem no bando, convivem em paz e normalmente uns meses depois desaparecem.(tenho vários posts no blog com essas visitas).
Cumprimentos