terça-feira, junho 03, 2014

Apontamentos sobre um atentado paisagístico no Parque Natural Sintra - Cascais


 Via FB Adoro Sintra

Postal antigo do farol do Cabo da Roca, com uma torre metálica, que o bom senso  na altura, fez desmontar.

Anos depois (Agosto de 2013)

 Durante o mês de Agosto, o MAI de 2013,decidiu instalar uma torre metálica com 45 metros junto ao Farol do Cabo da Roca (22metros), numa zona protegida do Parque Natural Sintra Cascais. Considerou o Ministério de Administração Interna (MAI), que Agosto, seria a altura do ano ideal para contrariar as decisões anteriores, utilizando a politica do facto consumado - conhecendo o silêncio/cumplicidade, de todas as entidades que o ano passado tinham chumbado o projecto - e surpreendentemente também das organizações que se dizem defensoras do ambiente.

 

A Foto que hoje já não é possivel fazer:
Parecer do Ministério da Agricultura  do Mar, do Ambiente e Ordenamento do Território,negativo sobre a instalação da torre metálica no farol do Cabo da Roca -que foi desconsiderado pelo MAI, Parque natural Sintra-Cascais, Câmara Municipal de Cascais e Câmara Municipal de Sintra.

Post relacionado:
 http://riodasmacas.blogspot.pt/2013/09/sobre-o-atentado-paisagistico-no-cabo.html

2 comentários:

Fernando Catelo disse...

Uma vergonha, sem que a Câmara Municipal de Sintra e o seu Presidente da altura Dr. Fernando Seara tivesse tomado uma atitude firme e determinada em evitar a ofensa ao local. Ele que até apareceu por lá a falar e apresentar o Cabo da Roca a umas Senhoras estrangeiros, dizendo que do outro lado era o Ibero-Americano...

pedro macieira disse...

Fernando Castelo,
Num Estado de Direito, como tantos gostam de caracterizar o Estado que nos "envolve" - este exemplo é o verdadeiro sinal que essa afirmação não tem qualquer sentido.
O M.A.I todo poderoso e entregue ao PSD desprezou toda a legislação,sobre a área protegida de um Parque natural,e um parecer do Ministério da Agriculturas (CDS) e com a cumplicidade das autaquias do PSD de Sintra e Cascais, e a anuência muito voluntariosa do Parque Natural Sintra-Cascais, criou a monstruosidade da torre metálica, num local que é um ícone da imagem de Sintra, e dos locais mais visitados do litoral Sintrense essencialmente por turistas estrangeiros, cuja visita ao local mais ocidental do continente europeu é obrigatória.
A ilegalidae da situação foi assumida pela candidada do PSD à Junta de Freguesia de Colares, Pelo próprio candidato do PS à Junta de Freguesia de Colares, pelo próprio Basilio Horta na campanha eleitoral, e também já após a sua eleição para a CMS.
Até hoje a imagem que temos é a que publicamos.
Resta o protesto feito pela CDU à UNESCO - cuja decisão poderá ser tão lenta que quando acontecer já haverá mais atentados paisagisticos do mesmo género.
Abraço