sexta-feira, junho 27, 2014

Informação da Parques de Sintra Monte da Lua (PSML) sobre o abate da Tília do Palácio da Vila

Recebemos da PSML, a informação que publicamos, sobre o abate de ontem da Tília do Palácio da Vila -posteriormente comentaremos o procedimento lamentável deste triste acontecimento.
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/06/abatida-tilia-do-palacio-da-vila-de.html

Foto PSML


A Parques de Sintra - Monte da Lua tomou ontem (26/06/2014) a decisão de abater a Tília que se encontrava junto ao Palácio Nacional de Sintra. 
No dia 19/06/2014 às 6h da manhã caiu uma grande pernada da Tília situada no Terreiro do Palácio Nacional de Sintra em frente à Ala Manuelina. A zona foi vedada para garantir a segurança dos muitos visitantes.
Analisado o problema, verificou-se que a queda se deveu ao estado de podridão interior da estrutura arbórea. De acordo com o relatório elaborado pelo Diretor Técnico do Património Natural, foi decidido que a única solução era o corte da árvore e plantação de uma Tília nova, no mesmo local.
 
“A observação cuidada dos tecidos internos expostos na zona de fratura permitiu constatar a presença de uma podridão de lenho interna, do tipo deslenhificação seletiva, que, contudo, não evidenciava sintomas externos. Esta lesão de elevada dimensão estendia-se ao longo do ramo afetado e do tronco, atingindo a zona de inserção dos ramos estruturais. A situação encontrava-se agravada pela presença de casca inclusa na zona de bifurcação do eixo principal. A  conjugação destes dois defeitos críticos assumia um potencial risco de rutura muito elevado.
A acrescer a esta situação, no colo da árvore existia uma grande cavidade com enegrecimento dos tecidos internos expostos, e insuficiente concha estrutural para a correta manutenção da transmissão dos esforços físicos. Este defeito crítico assumia também um potencial risco de rutura muito elevado.”
 
À semelhança de todos, também a Parques de Sintra lamenta a situação e gostaria que tivesse sido possível preservar a Tília, cuja existência marcava fortemente o local.
 
 

1 comentário:

Carlos José dos Santos disse...

Veêm-se em muitos locais, tentativas de recuperação de árvores velhas, com as mais diferentes técnicas, porque são simbolos, são, pela sua idade um património a preservar. Esta tília além da idade, tem simbolismo, tem história, muita coisa se passou ali debaixo daquela árvore.
Não me lembro de alguma vez ter sido podada, para revigorar os seus troncos, mas podada a preceito, não é degolada como fazem com as demais atualmente.
Não quero entrar no ramo dos especialistas, porque o não sou, sou apenas um sintrense da vila que vê partir uma companheira muitíssimo especial, que fez parte de toda a minha vida. Se disse alguma "bacorada", foi no calor da emoção de ter perdido uma grande amiga, só isso. Continuo de luto.