quinta-feira, janeiro 22, 2015

Notas sobre o Pelourinho de Colares

ArquivoPelourinhovaultimage.jpg
Pelourinho de Colares no largo da escola primária.
Data 1926               

Foto do Arquivo Municipal de Sintra
http://arquivoonline.cm-sintra.pt/
A Villa de Collares pertence ao concelho de Cintra e está situada 30 Kms ao NO. de Lisboa, muito proxima do Oceano. É povoação antiquissima e anterior á fundação da monarchia, não se sabendo o nome que tinha na antiguidade. Sobre a sua denominação de Collares, conta-se entre outras histórias, a de uma moura, que empenhou os seus collares preciosos para edificar n’aquelle sitio um formoso castello.
Entre os habitantes corre a tradicção de que umas ruinas que existem proximas do pelourinho, e que se vêem na gravura que publicamos, são os restos da tal edificação mandada fazer pela moura.
Nós não cremos em tal, porque essas ruinas não teem vestigios de edificação mourisca, além de nos parecer a historia dos collares, pouco auctorizada para dar o nome á villa. Acreditamos muito mais no esplendido vinho e nas magnificas fructas que Collares produz, no seu bello clima e na sua ridente paizagem que nos encanta. D.João I para recompensar os serviços de D.Nuno Alvares Pereira, deu a villa de Collares a este varão, logo depois da batalha de Aljubarrota, dadiva que passou aos seus descendentes, depois á infanta D.Beatriz, mãe de el-rei D.Manuel, entrando na posse do Estado por morte d’esta senhora.

Revista "Occidente", 21 de Novembro de 1886

*Ortografia e pontuação conforme o original

O pelourinho de Colares,foto  actual (2009)
http://arquivoonline.cm-sintra.pt/




Ainda a questão dos pelourinhos, abordada em post anterior . José alfredo de Azevedo, (Obras de José Alfredo de Azevedo –IV)relativamente à substituição do pelourinho de Sintra na Vila,transcreve um testemunho oral, obtido por Mena Jr, que descreve a forma como era o pelourinho destruído:

“O pelourinho era muito alto, acabava em bico, onde tinha um ferro aguçado com quatro palmos , aproximadamente de altura.A columna era retorcida muito parecida com a janella do Paço da Villa que dá para o pateo de entrada.A meio da columna havia uma moldura em volta d’ella, onde estava fixe uma argola de ferro.Na base tinha três degraus.O bico da parte de cima do pelourinho era muito parecido como do pelourinho de Colares.O pelourinho estava ao cimo da Calçada do Rio do Porto, na Praça Velha, em frente do muro do cemitério da Misericórdia.”

Foto:Pelourinho de Colares


Este testemunho vem apoiar a tese de que a réplica do pelourinho que hoje existe em Sintra não corresponde ao original que foi destruído em 1854.

Sem comentários: