quarta-feira, abril 11, 2018

Olhar Cintra


Cintra, onde as Naiades escondidas
Nas fontes, vão fugindo ao doce laço,
Onde Amor as enreda brandamente.
Nas águas acendendo fogo ardente.


«Os lusíadas» Luis Vaz de Camões

1 comentário:

Graça Sampaio disse...

Ninguém mais o diria tão bem... Delicioso Camões!